Blog Te Dou um Dado?

E o famosérrimo guia de viagens Lonely Planet (seis milhões de cópias vendidas/ano), que tá em maus lençóis? Thomas Kohnstamm, redator do guia, escreveu um livro chamado “Do travel writers go to hell?”, em que conta que durante o tempo em que trabalhou pro Lonely Planet escrevia tudo nas coxa.

Thomas fala, no livro, sobre os três anos que passou viajando pela América Latina em nome do Lonely Planet . Um dos países sobre o qual ele fala no guia, Colômbia, ele NUNCA NEM CONHECEU – mandou uma estagiária escrever sobre e publicou. Gente, genial?

Quanto ao Brasil, ele conta que traficou ecstasy pra se bancar, já que o Lonely Planet não mandava um puto e que o adiantamento mal cobriu a passagem aérea. Mas a parte de que a gente mais gostou mesmo foi que, num dos restaurantes brasileiros que ele foi conhecer, a garçonete mandou ele voltar mais tarde, e ele comeu ela em cima da mesa. Resultado? No livro, o restaurante aparece como “uma surpresa agradável, onde o serviço de mesa é amistoso”.

(Ah, nem mentiu.)

Aliás, se você, garçonete que deu pro Thomas, estiver lendo este post, por favor entre em contato pelo [email protected], porque a gente virou seu fã e quer te mandar uma camiseta/fazer uma entrevista exclusiva.

Amy Winehouse, mostrando mais uma vez que as prioridades de sua vida estão no lugar certo, está com medo de embarangar por causa das drogas e perder o marido. Oi? Isso é absurdo em tantos níveis diferentes.

Primeiro que tá na cara que seu marido casou por amor, né?

Opa!

Segundo que seu marido tá PRESO e não come ninguém faz tempo, então você pode perder mais cinco dentes que ele ainda vai te querer. Aliás, é provável que nessa altura do campeonato ele queira qualquer coisa com buraco.

Ooopa!

Paris Hilton deu um pulinho na Itália esse final de semana para promover sua linha de perucas. Juro. Mas não foi isso que chamou nossa atenção:

Que tipo de pessoa estampa o próprio nome na camiseta E no cinto? É medo que alguém esqueça o nome dela? Ou será que é algum problema mais sério tipo aquele cada do Amnésia que precisava tatuar as coisas no corpo para lembrar depois, mas ao invés de tatuar ela veste? Mas… se você fosse a Paris Hilton, não seria mais lógico tentar esquecer e seguir em frente?


Juro que a gente leu “Marcelo Faria faz ‘boquete’ em lanchoninha“.

(O que é “lanchoninha”? Quem se importa?)

Do Portal do Leão Lobo:

Maitê Proença almoça com ex-marido e é surpreendida por mágico mirim

A gente não sabe o que é pior: (1) almoçar com a ex-mulher/o ex-marido/ex-chefe/ex-qualquer coisa, (2) ser interrompido durante o almoço por algum artista mambembe, (3) este artista mambembe ser um mágico, ou (4) esse mágico ser mirim.

Como a gente não é de dar ponto sem nó, se nós fôssemos ex-marido de Maitê faríamos um pedido especial para o mágico mirim: “Faz ela sumir em dois segundos?”.

Opa, sumi!

Porque né, gente. Menos uma saia-justa no mundo.

by Urgh.us