Blog Te Dou um Dado?


Madonna anunciou hoje sua nova turnê mundial: Sticky & Sweet Tour. Seguindo a tendência Paintbrush de design gráfico, já foi divulgado até poster da turnê e, supresa, surpresa, até o itinerário também, que dessa vez vai incluir a América Latina e, dizem, o Brasil tá dentro!

A gente continua achando que tudo não passa de uma conspiração do governo de países da America Latina pra resgatar a masculinidade tradicional do seu povo. A gente explica, lembra quando falaram que as Spice Girls iriam pra Buenos Aires e depois elas não foram? Imagina o choque que deve ter sido em milhares de viadinhos latinos? Vários inclusive devem ter optado pela vida heterosexual depois desse trauma. Vão fazer a mesma coisa com a Madonna, tratamento de choque do governo pra acabar com essa baitolagem!

Enquanto imprensa especializada de celebridades, TDUD? foi convidado para o lançamento do cd/dvd “Elas”, de Fábio Jr. Enquanto pessoas que adoram champanhe e boa comida, fomos.

O convite mandava chegar às 20h, e chegamos. Porém, com o frio de 12 graus que atingia São Paulo – e a greve de ônibus -, éramos nós e mais três equipes de reportagem. Logicamente a gente só conhecia o povo da Rede TV!, porque somos target.

Depois de quinze minutos esperando em pé as portas da Casa Petra se abrirem, resolvemos dar uma andada até o shopping Morumbi, ali do lado, pra comer uma coxinha, porque tava fácil não. Já na porta, vimos o carro chegar: era Fabio Jr., seu segurança 4×4 (igual ao carro), e Mari “VAVÁ TE AMOOOOOOO” Alexandre. Entraram rapidamente pela porta lateral do salão.

Na entrada, recebemos pulseirinhas de “imprensa”, que infelizmente (queríamos guardar) o segurança tirou depois da coletiva. A assessora de imprensa de Fábio Jr., a única que não sentia frio no lugar (estava de short, camisa e sandália), avisou que essa pulseirinha daria acesso à sala de imprensa, no andar superior. Subimos para a coletiva.

Primeira parte: Coletiva de imprensa

Lá em cima, havia banquinhos brancos e um sofá. Nos sentamos no primeiro banquinho, a meio metro do sofá, verdes de fome. Aí a assessoria percebeu que estava todo mundo quase desmaiando, e resolveu liberar os garçons. Começou a chegar comida – a melhor do mundo -, sendo servida pelos garçons bombados – e a gente pegava todos. Eles vestiam calça e camisa pretas, e um avental de lantejoulas rosa que ia da cintura até o pé. Tentamos conseguir um, sem sucesso.

De repente, Fabio Jr. chega. Pensamos que seria melhor se ele se chamasse Fábio Sênior. Ele pergunta: onde eu sento?; TDUD? responde: “Senta aqui!” (Meta cumprida). A assessora que não sente frio manda que cada pessoa se apresente, fale o nome do seu veículo (“corsa preto!”), e faça a pergunta. A idéia era se apresentar como colunistas do Jornal do Boi, e perguntar se o Fábio gostava de maminha – pra ver a cara da Mari Alexandre, mas não deu porque 1. Mari Alexandre não acompanhou a coletiva; e 2. A coletiva foi a mais mal-organizada da história. Primeiro que ninguém leu a bosta do release antes, e as perguntas foram as mais descabidas do mundo; e segundo que Fábio encheu o saco e mandou todo mundo ir se catar, encerrando a coletiva com menos de dez minutos de duração.

Adoro coletiva


Segunda Parte: Coquetel

Descemos para o coquetel. Espumante (prosecco), whisky 12 anos, vinho tinto, foie gras, tartar de salmão, trouxinhas de shimeji etc. – tudo muito bom e à vontade. Fomos dar uma volta no salão, que já estava cheio, mas famoso que é bom nada. Preparados para esse imprevisto, a organização do evento contratou apenas garçons morenos e altos pro povo não ficar puto e ir embora. A impressão que dava é que iam subir na mesa e tirar o avental de lantejoula ou fazer um strip em cima do balcão de caipirinha – o que não aconteceu.

Mais meia hora e mais duas taças de prosecco, os famosos começaram a chegar.

Mariana de Belém

Ricardo Almeida

Rafael Scapucim e Felipeh Campos

Sylvia Design

Aí Fábio Jr. desceu pro coquetel. Tentamos nos aproximar, mas depois de duas cotoveladas na costela, desistimos. A quantidade de mulher em cima dele, gritando e se descabelando, era suficiente para Mari Alexandre chorar até desidratar, estilo Casa dos Artistas mesmo. Nos recusamos a passar por aquilo e resolvemos esperar pra fazer as perguntas depois.


Terceira Parte: D-d-d-d-denúncia

Quando ele subiu pra sala de imprensa de novo, váááários jornalistas subiram atrás. E vários convidados também. Mas aí começou o furdunço. Aleatoriamente, a assessora de imprensa que não sentia frio escolhia quem podia e quem não podia subir. Seis meninas de não mais de 20 anos, de vestidinho curto e salto alto puderam. A gente não pôde. Felipeh pôde. Rafael não. Os câmeras da RedeTV! puderam. A repórter – de microfone na mão – não. A situação beirou o ridículo, e, depois de muita gente rindo e outras quase xingando a mãe da assessora sem frio, resolvemos pegar nossos casacos – já fazia oito graus em SP – e ir embora.


Agradecimentos:

À Casa Petra, pelo lugar maravilhoso
À Celebrare, pelo melhor ravioli do mundo e pelos garçons gostosos
A Eladio Machado, pelas fotos foda
A Great Assessoria de Imprensa

E o papagaio do KLB, hein?


E o kiko, hein?

Da série: Diálogos imaginários

– E aí, gatinha? Quer dar uma voltinha de avião?
– Eu sou a DONA desse avião, idiota.
– Desculpa, dona Britney. Não reconheci a senhora vestida de…. umm, vestida.

Todo mundo já sabe que o Pete Doherty saiu da cadeia…


E todo mundo já sabe também que ao sair da cadeia ele recebeu um certificado dizendo que ele está livre das drogas feito por alguém que descobriu as ferramentas do Word ontem…

O que nem todo mundo sabe é que, quando ele foi preso em abril, o dono da marca inglesa Lastseason.com lançou uma campanha para angariar fundos para quando o Pete Doherty saísse da prisão. E quanto eles conseguiram arrecadar? Trinta e quatro dólares e vinte centavos.

Stefano Passantino, idealizador da campanha, disse que as doações foram muito abaixo do esperado, que eles tinha planejado uma festa para a entrega, com aqueles cheques gigantes e tudo, mas né? Mais fácil dar uma nota de cinqüenta e perguntar se ele tem troco.

Opa, calma que a gente tem a nossa homenagem também:

ME FODE NEEEEEEEEEGRO.

Angélica (a da pinta, não a do pinto) lançou um livro recheado com receitas de estrelas. A gente queria saber exatamente onde a Tânia Alves é estrela para não correr o risco de aparecer lá por engano, mas o que realmente chamou nossa atenção foi a Grazi dizendo para o Ego que não sabe cozinhar, prefere comer, mas que um dia melhora… oi? Morava em Jacarezinho até ontem, se não tivesse participado do Big Brother tava lá até hoje esquentando a barriga no fogão fazendo janta pro marido e vem pagar de dondoca?

Dona de casa em Jacarezinho mánemmorta.
by Urgh.us