Blog Te Dou um Dado?

De acordo com o site Glamurama, Luana Piovani e Dado Dolabella fizeram um pequeno barraco um com o outro na frente dos repórteres.

Segundo a nota, uma repórter perguntou se Luana não sentia ciúmes ao ver o namorado em cena. Ela respondeu: “Eu com ciúmes dele? Sou atriz… E quando comecei, ele tinha dez anos de idade”. E foi isso que desencadeou a discussão.

Baita pau no cu esse Dado. Luana ainda pegou super leve e ele ainda deu piti? Tinha era que agradecer por ela não ter respondido:

“Eu, com ciúmes dele? Nem famoso ele é. E ele anda de croc, filha, pode botar aí, c-r-o-q-u-ê, um de cada cor. E põe aí que é filhinho de mamãe também. Playboyzinho meeeeermo. E pagou mico em rede nacional, na frente do João Gordo. Tô com ele porque ele é pintudo, mas ciúme? Viajou agora, hein, gata?”.

Né?

Da FolhaA cantora, atriz e filha do ministro Gilberto Gil, Preta Gil, 33, perdeu o prêmio de R$ 100 mil ao qual concorria no programa “Nada Além da Verdade”, exibido na noite de ontem (8), no SBT.

Preta foi pega pela máquina da verdade quando questionada se acredita ser mais bonita que suas amigas. Ela respondeu que não, mas o equipamento acusou mentira. Preta, que já acumulava R$ 30 mil, acabou levando para casa apenas R$ 15 mil.


Não foi só a Preta Gil que perdeu não, foi o Silvio Santos que perdeu milhões de telespectadores expondo uma falha em sua chamada “máquina da verdade”. Qué dizê… Vem uma máquina falar que a própria Preta Gil – que não se acha mais bonita que as amigas – tá mentindo?

Eu só acredito?

Veeeen-do

Ou então quem ama o feio, bonito lhe parece.

A gente já disse que não gosta da Íris Stefanelli? Ok, então só pra ter certeza: A gente não gosta da Íris Stefanelli. Mas se tem uma mulher que é exemplo de alguma coisa nesse país, essa mulher é Íris Stefanelli, porque se ela conseguiu vencer na vida, então mermão, qualquer um consegue.

A última conquista na vida vitoriosa de Íris Stefanelli foi o achado do Negão. Siri, na falta do negão, espalhou o seguinte cartaz em Uberlândia:

E não é que ela achou o seu negão? É mais um exemplo de vitória que Siri deixa pra gente. Já mandamos imprimir nossos cartazes de procura-se loirinho sarado, procura-se cafajeste bom de cama, procura-se marido rico… Imprima já o seu!

Respondendo uma série de perguntas de leitores da Blender, Chris Martin disse que não entende qualé a do alvoroço que as pessoas fazem em torno de nomes diferentes. Ele diz  que um nome é só um barulho,  se você quiser colocar o nome de Chewbacca no seu filho não existe problema nenhum nisso.  Mas até aí um peido é só um barulho também né?

O assunto de nomes diferentes é meio traumático pra gente porque Lele possui um sobrenome impronunciável e a Polly, coitada, o sobrenome dela é Barbi. Ela já sofreu muito com isso na infância (quando na escolinha as crianças cantavam “Barbie Sereia, Polly faz cocô na areia”) mas hoje está de boa. A gente só acha que se o seu nome é CHRIS, um dos nomes mais comuns e sem-graça do mundo, é muito fácil falar que nome é só um barulho, a gente quer ver quando começarem a pedir pra morder a Maçã da sua Apple.

A não ser que você seja um wookie, existe sim um problema em chamar seu filho de Chewbacca.

Amy desce a mão no próprio segurança

Uma das coisas peculiares da Amy Winehouse é a cara que ela faz quando tá puta da vida. Ela projeta o queixinho pra frente, fica prognata por uns instantes, e desce a mão em quem está perto. Parece aqueles super-heróis que perdem os óculos, ou vestem uma capa, ou o cabelo fica com gel na hora da transformação.

Mas no caso da Amy, em vez de parecer, sei lá, uma supergirl, ela vira essa daqui:

Se tem uma coisa que a gente não suporta é brasileiro que vai para outro país pra ficar andando com brasileiro e reclamando que está com saudades de comer feijão. Até então acreditávamos que se tratava de um fenômeno da classe média, mas dando uma olhada no BlogLog da Alinne Moraes descobrimos que esse mal atinge todas as classes.

Com o final das gravações de Duas Caras, a atriz passou uns dias com a família em Sorocaba e de lá foi para Nova York, onde conheceu “uma trupe da pesada” e acabou esticando a viagem por mais 15 dias. Poxa, devia ser divertidíssima essa trupe da pesada pra ela ter esticado a viagem, né?

“Fizemos muitos pães de queijo, fomos para o forró, armamos uma festa junina, na qual me vesti de noiva. Só faltava o noivo que todos me zoavam dizendo que ele havia se perdido no paraíso e estava atrasado. Fomos até no show do Rappa.”

Opa, uma típica experiência Nova Yorkina. Não seria mais fácil ter ficado em Sorocaba de uma vez? Teria economizado uma grana e ainda se livrava do show do Rappa.

Saiu a capa de 1 milhão com a sobrinha de Britney Spears e a gente realmente não entende qualé a dessas capas milionárias com a criançada. São sempre iguais, recém nascido tem tudo a mesma cara, as novas mamães estão sempre super photoshopadas e radiantes…. zzzzzzzzzzzz. Se alguma criança nascesse com 3 braços e um rabo ou, sei lá, japonesa, mas não. Sempre a mesma coisa. Na nossa opinião, esse é o tipo de foto que realmente vale 1 milhão:

‘Cause I’m real… The way you stare, the way you look, your style, your hair


Para ler ouvindo: Jennifer Lopez – I’m Real

by Urgh.us